Centro de Ensino Teológico Saber e Fé
Lei e graça

Lei e Graça – o segundo anula o primeiro?

“Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo” (Jo 1.17).

Não é incomum encontrarmos no seio do cristianismo o conceito de uma dicotomia entre lei e graça, lei e evangelho, e entre Antigo e Novo Testamento. De fato, este conceito é bastante difundido entre os cristãos, sobretudo formado pela leitura de textos bíblicos como o destacado acima.

Contudo, antes de impormos à Bíblia uma dicotomia entre o que aparenta ser duas administrações opostas do plano redentor de Deus para o homem, precisamos voltar a Escritura a fim de averiguarmos a existência de tal polarização. A fim de sermos honestos para com a revelação especial de Deus, é mister que procuremos não somente evidências cabais para concluirmos dicotomias como essas, mas também que nos questionemos previamente se tais interpretações derivam de uma análise cuidadosa do texto sagrado ou se enxergamos no texto o resultado de concepções artificiais assumidas por nós de antemão.

No caso da popular separação entre lei e graça ou lei e evangelho, busquemos, mediante a Escritura, averiguar sua veracidade. Para tanto, precisamos partir das definições de “lei” e “graça” e as aplicarmos aos termos correlatos que, normalmente, podem apontar para essa distinção.

Definindo os termos Lei e Graça

A palavra “lei” é usada na Bíblia em diferentes sentidos, e não podemos ignorar este fato sob a penalidade de deformarmos o significado da Escritura. Como exemplo, no Antigo Testamento, o termo “lei” é encontrado com sentido de revelação da vontade de Deus (Sl 119; Is 8.20) e se referindo ao Pentateuco (Js 1.7). No Novo Testamento, os mesmos usos da palavra “lei” estão presentes. Ademais, quando a porção neotestamentária estabelece comparações entre lei e graça ou lei e evangelho, normalmente emprega a palavra “lei” ora metonimicamente, enfatizando uma administração da obra redentora anterior à vinda de Cristo (Mt 11.13; At 25.8), ora se referindo à lei cerimonial, que tipificava a própria obra de Cristo, sendo, por isso, suplantada na consumação da obra vicária (Gl 3.24). Portanto, é de suma importância identificarmos, nas passagens que estudamos, o sentido da palavra “lei” intencionado pelo autor bíblico.

Por sua vez, graça é definida como a bondade e o amor de Deus aplicados imerecidamente ao homem. Textos como Gênesis 6.8, 1 Coríntios 15.10 e Efésios 2.8 ilustram o conceito bíblico de graça.

Destarte, temos aqui um ponto pacífico: se quisermos compreender de forma acurada os textos bíblicos, que aparentemente contrapõem “lei” e “graça”, é necessário que tenhamos em perspectiva o uso correto dos termos.

Lei e Graça: há uma dicotomia aqui?

Diante das corretas definições de lei e graça, podemos verificar se há realmente uma dicotomia entre esses conceitos quando eles são contrastados pelos autores bíblicos. Sendo o termo “lei” empregado em tantos contextos e a palavra graça se referindo ao amor, à misericórdia e à bondade divina dirigidos ao homem, existe realmente uma polarização entre lei e graça?

Já pela definição dessas palavras, vemos que nenhuma dicotomia entre lei e graça pode ser construída como se fossem conceitos, expressões ou operações mutuamente excludentes. Não há nada que coloque em oposição excludente a lei (em qualquer dos usos nos quais o termo é empregado) e a graça. Outrossim, fora o usual contraste terminológico, no qual não há uma oposição – nem sequer implícita – , podemos nos perguntar se poderia haver algum contraste de natureza teológica. Seria a lei algo que se opõe à graça? A graça é boa e a lei ruim e obsoleta? Vejamos:

O Antigo Testamento diz que é feliz o homem que medita na lei dia e noite (Sl 1.2). Se o homem que medita na lei do Senhor é bem-aventurado, como pode a lei ser oposta à graça, ao amor e à bondade de Deus? Não seria ela uma vívida expressão e uma evidência dessa graça? O Salmo 19:7 diz: “A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma”. Ainda na literatura poética, o Salmo 119.29 contrasta o caminho da falsidade com a graça da lei de Deus. Observe: o contraste está entre a falsidade e a lei/graça. No mesmo Salmo 119, o poeta declara: “Deleitar-me-ei em teus mandamentos, que eu amo” (v.47). Entre outros exemplos em potencial, em Josué 22.5 há um claro paralelo entre amar a Deus servindo-o de todo o coração e guardar sua lei, e tal paralelo ecoa vigorosamente por toda a Bíblia, estendendo-se, inclusive, ao Novo Testamento.

Todas essas passagens mostram que, no Antigo Testamento, a lei é a Palavra de Deus e não tem a função de sobrecarregar espiritualmente o homem, mas visa orientá-lo e libertá-lo de seus próprios conceitos e disposições morais. Estas, com efeitos, seriam danosas por terem sua origem na criatura, ao invés do Criador, como mostra o artigo Regras humanas nos afastam de Deus. No Antigo Testamento, também, a lei não pretendia ser a pedra de esquina da obra de salvação. A lei nunca teve este propósito.

Entrementes, o Novo Testamento não apresenta um conceito diferente da lei do Senhor. O próprio Jesus, em Mateus 5.18, diz que nada se excluirá da lei divina até que tudo seja cumprido, referindo-se à consumação dos séculos. Jesus também diz, numa declaração contundente, que a lei, a justiça, a misericórdia e a fé estão indissociavelmente ligadas (Mt 23.23). Em Romanos 2.15, Paulo diz que o ser humano tem a lei de Deus impressa em seu coração, testemunhando-lhe a existência de uma ética superior, transcendental e eterna, e apontando para a realidade de um Deus criador. Paulo também diz que a fé não anula a lei, antes, a confirma (Rm 3.31). O texto de Romanos 7.12 assevera: “(…) a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom”.

Ironicamente, todos estes excelentes testemunhos neotestamentários a respeito da lei jazem na porção da Escritura que, segundo alguns, apresenta uma administração da obra redentora oposta à administração da lei. É incrível como o próprio Novo Testamento confirma e atesta a beleza da lei de Deus, sua funcionalidade, validade e qualidade relevantes para qualquer homem, de qualquer época.

A lei nunca foi um viés soteriológico

Penso que uma das razões pelas quais grande parte dos cristãos se mostra avessa à lei ou adepta de um conceito antagônico de “lei” e “graça” é que, muitas vezes, essas pessoas assumem que a lei veterotestamentária era uma via de salvação provisória e rudimentar, caracterizada como uma antessala para o advento de Cristo, por meio do qual a verdadeira salvação chega e consolida-se.

Mas, observe algo aqui: a função nunca foi salvar ou sobrecarregar o homem até que “a graça viesse”; o uso que as pessoas fazem da lei é que pode ser mau e equivocado se a usam como instrumento de autojustificação ou redenção. Se alguém busca justificação diante de Deus por meio do cumprimento da lei, já está condenado. Mas, se alguém a utiliza como ela foi feita para ser usada – ou seja, para conhecimento do caráter de Deus, observação de seus padrões de santidade, orientação ética e exercendo fé em Cristo para a salvação – essa pessoa faz correto uso da lei. Com efeito, tal pessoa utiliza a lei exatamente da maneira a que ela foi feita para ser utilizada. Porém, se uma pessoa faz um uso errado da lei, sendo este farisaico, o uso indevido não pode ser imputado como demérito à lei, pois a própria lei nunca intentou ser uma via soteriológica independente da substituição vicária de Cristo! Bahnsen, um importante teólogo que se propôs a estudar a relação entre a lei e o Evangelho, além de ter escrito uma grande obra sobre o assunto, diz:

“A administração da lei da antiga aliança (ou a própria administração mosaica) não ofereceu uma forma de salvação nem tampouco ensinou uma mensagem de justificação que difere daquela encontrada no evangelho da nova aliança. Ao reconhecer que diante de Deus ninguém podia ser justificado (Sl 143.2), a antiga aliança prometeu justificação fundamentada no nome: ‘O SENHOR é a Nossa Justiça’ (Jr 23.6).”1

Segue-se assim, excluindo sua porção cerimonial, a qual foi suplantada pelo advento e obra de Cristo, que a lei é totalmente válida e boa para os crentes do Novo Testamento; e o uso equivocado que alguns podem fazer dela não torna inválida sua qualidade intrínseca, dentro das funções para as quais ela existe.

Não há oposição entre lei e graça

Mas e quanto aos textos bíblicos que, em uma abordagem de primeira vista, aparentam confrontar lei e graça, contrapondo  estes termos como princípios que mutuamente se expelem? Diante do fato de que o Novo Testamento não deprecia a lei de Deus, tendo-a em alta conta, é preciso interpretar corretamente as passagens que mostram uma contraposição entre lei e graça, considerando dois elementos como eixos hermenêuticos:

  1. O sentido em que a palavra “lei” está sendo usada;
  2. O contexto maior da revelação canônica, ou seja, a intertextualidade das passagens e livros da Bíblia.

Como exemplo, tomemos o versículo destacado no início deste artigo: “Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo” (Jo 1.17). O que este verso diz realmente? Ele não está dizendo que a graça é oposta a lei ou vice-versa. Está tão somente comparando a administração mosaica como expressão da graça de Deus ao advento de Cristo, na qualidade de cúmulo dessa expressão. Em outras palavras, a graça divina não estava ausente no sistema mosaico, de maneira alguma. Contudo, a graça foi plena e perfeitamente abundante na administração da Nova Aliança, consumada pela morte expiatória de nosso Senhor. Assim, este texto de João apenas salienta que a graça e o amor de Deus foram expressos em sua plenitude na encarnação do Verbo e na realização de sua obra, acontecimentos para os quais a lei apenas apontava (com a circuncisão, o sacerdócio, o templo, os sacrifícios, etc.), mas não que a lei não fosse, em si mesma, uma expressão da graça divina.

Outro tipo de texto comumente utilizado à parte de uma aproximação mais cuidadosa é aquele que afirma a extinção da lei pelo advento e obra de Cristo. Como exemplo, tomemos Gálatas 2.21: “Não faço nula a graça de Deus; porque, se a justiça vem mediante a lei, logo Cristo morreu em vão”. Uma afirmação como esta pode ser facilmente mal interpretada e facilitar a conclusão de que a lei é má para o crente do Novo Testamento, além de se opor ao advento do evangelho. Mas o que Paulo está dizendo aqui é que ninguém é salvo por meio do cumprimento da lei, pois nenhum homem pode cumpri-la. Cristo, sendo Deus, cumpriu a lei totalmente, e aqueles que estão unidos a Cristo têm a justiça dele imputada a si. Logo, se alguém julga ser aceito por Deus pelo viés da justiça própria, para esta pessoa Cristo morreu em vão.

Concluímos que a popular dicotomia entre lei e graça não é extraída da Escritura, mas é imposta a ela. Ora, após a entrada do pecado no mundo, o homem não merece nada de Deus senão ira e condenação. Em relação às leis que apontam pedagogicamente para Cristo; leis que visam propiciar os pecados humanos, ainda que simbolicamente; leis que demonstram e revelam o caráter de Deus e levam as pessoas a um relacionamento com Ele; leis que ajudam a sociedade israelita a se organizar e funcionar de forma justa e santa; e leis que, refletindo a magnitude do caráter divino, mostram ao homem seu próprio pecado, levando-o a confiar em Deus para o perdão; não é evidente que a outorga da lei aos homens é uma vívida evidência do cuidado e do amor de Deus para com suas criaturas? Se aprouve ao Senhor cuidar do seu povo mediante a administração da lei, então é óbvio que a lei é uma aplicação da graça divina.

Portanto, a principal pergunta a ser feita aqui é: poderia a lei ser uma expressão da graça de Deus? E a resposta, como vemos, é notadamente positiva. A lei, em qualquer dos sentidos em que seu termo pode ser usado, é uma expressão da graça de Deus, de sua bondade e de seu amor.  Lei e graça não se opõem e nem se excluem. Antes, a lei é uma inequívoca aplicação da graça de Deus. Por meio da lei somos levados a conhecer o caráter santo de Deus e imitá-lo, somos levados a confiar em Cristo quando não conseguimos cumprir os mandamentos santos e justos do Senhor, e somos conduzidos pelas maravilhosas veredas dos princípios éticos eternos. Como poderia a lei se opor à graça de Deus?


Notas
1 Trecho extraído do ebook “Lei e Evangelho: A posição reformada teonomista”, da Editora Monergismo. O próprio ebook foi extraído do livro Coleção Debates Teológicos: Lei e Evangelho, organizado por Stanley Gundry, publicado pela Editora Vida.

Comentário

  • Isabela
    Responder

    Oi eu gostei do estudo porém as palavras usadas dificulta a compreensão do texto

    • Balduíno

      Eu cheguei a mesma conclusão,

  • Alexandre
    Responder

    Muito bom o estudo e a maneira imparcial que é apresentado.

  • maria Aparecida de Oliveira
    Responder

    por que já ouvi em igrejas evangélicas em cultos pela tv a seguinte frase ‘ o homem não merece nada .” isso é bíblico? onde estã escrito?

    • Eric de Deus

      Isto é o significado da palavra GRAÇA, ou tão somente: Favor IMERECIDO.

  • Paulo Ribeiro
    Responder

    Olá Maria. A verdade de que o homem não merece nada está escrito na Bíblia inteira. Desde o pecado de Adão, cuja penalidade estipulada por Deus era a morte e condenação, qualquer coisa que o homem receba que não seja a ira divina é graça. Por merecimento, o homem só é digno do inferno.

  • Paulo Ribeiro
    Responder

    Olá Isabela. Use isso como ocasião para enriquecer seu vocabulário. ?

  • Julio César
    Responder

    A lei foi feira por que o povo nao tinha discernimento do que era o pecado? E quando foi escrita a lei ela trouxe morte porque ela trouxe o pecado para a luz.
    Pois eles pecavam sem a ciência da gravudade do pecado?

  • Paulo Ribeiro
    Responder

    Olá Júlio César. (I) A lei não foi outorgada apenas para ampliar o discernimento sobre a vontade de Deus. Antes de mais nada a Lei revela o caráter de Deus e, portanto, manifesta de forma especial a graça divina e nos faz conhecer a Deus um pouco mais. (II) Veja bem: a lei já trazia morte mesmo antes de ser escrita, tanto que a punição para o pecado de Adão foi a morte. Mas a Lei escrita, por estar sistematizada e claramente revelada, amplia a responsabilidade e a condenação do homem (mas não que não houvesse condenação antes). (III) Ciência da gravidade do pecado o homem sempre teve. Se você se lembra, Adão e Eva se esconderam do SENHOR depois que pecaram. E Romanos 1 diz que o homem, mesmo sem a revelação da Lei, é indesculpável justamente porque tem a lei de Deus gravada em seu coração em virtude da “imagem e semelhança”. Porém, como disse, a codificação da Lei ampliou a condenação do homem.

  • Lucas
    Responder

    E quando Paulo fala aos romanos que o fim da lei é Cristo ,estaria ele contrariando a sua tese sobre a lei?

  • Paulo Ribeiro
    Responder

    Olá Lucas. Paulo se refere à porção cerimonial da Lei, cuja finalidade era aplicada os méritos de Cristo sobre o povo, mas de forma simbólica. Quando Cristo veio, ele cumpriu este papel plenamente. Então, a porção cerimonial da Lei realmente findou em Jesus. Abraços

    • Jefersonps

      Olá meu amigo,em romanos 6 até o 7, é muito claro que a lei que Paulo se refere é os 10 mandamentos. Melhor dizendo o último que como escorpião pegou Paulo. Poulo podia cumprir todos, e certo o último.na verdade todos nós não poderemos cumprir… Romanos 6 v 7. Porque eu não conheceria a concupisência, Se a lei não dissesse: Não cobiçarás.

  • Maria Madalena Duarte da Silveira
    Responder

    Gostei muito da sua explicação. O que acontece com as epístolas de Paulo é que as vezes ele não deixa claro que se trata da Lei cerimonial, isto confunde muitos que não fazem uma interpretação sistemática da bíblia.

    Em Gálatas por exemplo, ele esta discutindo sobre a circuncisão dizendo que não era mais necessária, mas há que se ler o texto todo para se chegar a esta conclusão e também se ter conhecimento de todos os rituais judaicos que não eram provenientes da lei de Deus mas da criação dos judeus.
    Para a interpretação das Epístolas aos Romanos, Corintios, Gálatas, Colossenses e outras, não se pode deixar de utilizar a interpretação dos textos utilizando o método histórico. Em alguns dos textos em que passam uma aparência de que Paulo esta anulando a lei,há que se estudar o gnosticismo ascético da época (Colossenses)para se entender o porque ele esta falando muitas coisas, ou entender a influencia judaica na época sobre os gentios.
    Aqueles que querem anular a lei só o fazem naquilo que é conveniente, a lei é um código moral e espiritual que Deus deu ao homem para que ele pudesse caminhar do homem animal para homem espiritual.
    E um código de conduta legal, tanto que boa parte dos códigos no que tange a conduta se baseiam na Tora, no Brasil em especial o Código Civil Brasileiro

    Podemos perguntar para aqueles que querem anular a lei dizendo que Cristo cumpriu e nada mais precisa ser feito, porque cumpri-la então parcialmente? Cristo disse que nem um jota nem um til da lei passará .Tiago 2:10-11 “Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos.

    I João 2:4-6 “Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nele; aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.”
    Em Apocalipse 12:17 vemos que o dragão irou-se contra a mulher(igreja) e foi fazer guerra aos restantes da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus-

    Apocalipse 14:12 diz:

    Aqui está a paciência dos santos; aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.
    A graça que é o favor imerecido, Cristo ter morrido para nos dar a vida eterna, não é o dispensar de guardar a lei, a lei esta atrelada a graça. A lei e a graça é um elo não tem valor nenhum se separados. Lei de Deus pela fé em Cristo Jesus.
    Temos que levar em conta toda a distorção dos textos bíblicos.
    Lucas 16:16 a maior parte das bíblias diz que a lei e os profetas duraram até João o que não é verdade.

    A bíblia judaica diz: A Torah e os navyin profetizaram acerca de yohanam; desde então é anunciado o reino de Elo(rr)him, e todo homem emprega força para entrar nele
    Muito diferente o sentido, e assim outros textos a respeito da lei e da graça estão distorcidos.
    Portando, ha que ter muito cuidado, a Tora foi estabelecida por Deus, somente as leis cerimoniais que apontavam Cristo deixaram de vigorar. Como podia Jesus abolir a Lei estalecida pelo Pai?

    • Francisco

      Achei seu comentário bem colocado, principalmente quando ressalta a questão de cumprir a lei por conveniência. Pois, quando o assunto é “cumprimento da lei” , muitos ministros se escondem atrás de muitos textos bíblicos, para persuadir as pessoas desinformadas acerca do evangelho.

    • Amanda achic

      Amén que Deus seja louvado glória a Deus que usa sua serva maria para explicar as sagradas escrituras.

    • junio

      maria madalena, ficou ambíguo sua colocação de lucas 16.16 há possibilidade de elucidar?

  • Paulo Ribeiro
    Responder

    Bela contribuição, Maria! ?

  • flavio-oliveira
    Responder

    no ultimo paragrafo esta escrito:
    Lei e graça não se opõem e nem se excluem. Antes, a lei é uma inequívoca aplicação da graça de Deus.
    pergunto:
    e o sabado??

  • Francisco
    Responder

    Este estudo, foi mto esclarecedor. Mesmo pq, esse ñ é um tema mto discutido no meio evangélico, pois, ainda causa mtas discussões. .. Mesmo pq, pra q se possa aborda-lo tem que manter-se imparcial

  • Ronaldo de Sousa LIma
    Responder

    Bom, gostei demais do texto.

  • Camila Rodrigues
    Responder

    bom…penso eu assim, e se estiver enganada, que Deus me corrija, e que alguem me oriente.
    diante de todo o meu conhecimento depois da Cruz de Cristo, os escritores dao enfase em todos os mandamentos, menos o sabado, diz para nao mentirmos, amamos a Deus acima de tudo, nao roubar, nao adulterar, etc, mas nunca vi nos livros depois da Cruz de Cristo que dizem: ”guarde o sabado”…se eu estiver enganada alguem se manifeste por favor…e se as leis nao nos salva, qual o sentido de viver por ela? e tambem na biblia fala em galatas 3 que se for viver pela lei, tem que viver por tudo oque esta no Livro da Lei..que incluem os 10 mandamentos, leis cerimoniais, etc..

    • Saber e Fé

      Não está enganada não Camila, excelente raciocínio Camila!

    • junio

      também gostei do raciocínio camila. tem alguns que querem guardar só o sábado aí fica difícil, isto é, parcial. sendo assim não vale rsrs.

  • Palominio
    Responder

    Em Romanos 13:8, 9 o apóstolo Paulo afirma o que segue: “Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei.
    Pois estes mandamentos: “Não adulterarás”, “não matarás”, “não furtarás”, “não cobiçarás”, e qualquer outro mandamento, todos se resumem neste preceito: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Nesta passagem Paulo cita quatro dos dez mandamentos de modo explícito e na frase “qualquer outro mandamento” estão implícitos os outros seis, correto? E nestes seis está incluído o mandamento do sábado? Se a resposta for “não”, creio que se estabelece uma terrível contradição ao argumento paulino. Se for “sim” isso indica que aos cristãos se impõe o mandamento sabático. Notem o que afirma o Breve Catecismo de Westminster: PERGUNTA 40. Que revelou Deus primeiramente ao homem para regra de sua obediência?
    R. A regra que Deus revelou primeiramente ao homem para sua obediência foi a lei moral.
    Ref. Rm 2.14-15.

    PERGUNTA 41. Onde está a lei moral resumidamente compreendida?
    R. A lei moral está resumidamente compreendida nos dez mandamentos.
    Ref. Dt 10.4; Mt 19.17-19.

    As perguntas acima mostram de modo claro o conceito da perpetuidade dos Dez Mandamentos, até aí ok.
    Após alistar cada um dos Dez Mandamentos ao falar do mandamento sabático se afirma:

    PERGUNTA 57. Qual é o quarto mandamento?
    R. O quarto mandamento é: “Lembra-te de santificar o dia do Sábado. Trabalharás seis dias, e farás nele tudo o que tens para fazer. O sétimo dia, porém, é o Sábado do Senhor teu Deus. Não farás nesse dia, obra alguma, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o peregrino que vive das tuas portas para dentro. Porque o Senhor fez em seis dias o céu, a terra e o mar, e tudo o que neles há, e descansou no sétimo dia. Por isso o Senhor abençoou o dia sétimo e o santificou”.
    Ref. Ex 20. 8.11.

    PERGUNTA 58. Que exige o quarto mandamento?
    R. O quarto mandamento exige que consagremos a Deus os tempos determinados em sua Palavra, particularmente um dia inteiro em cada sete, para ser um dia de santo descanso a Ele dedicado.
    Ref. Lv 19.30; Dt 5.12.

    Em seguida se afirma que aos cristãos o dia correto seria o domingo o “sábado cristão”. Depois é explicado como se deveria dar essa guarda:

    PERGUNTA 60. De que modo se deve santificar o Domingo?
    R. Deve-se santificar o Domingo com um santo repouso por todo aquele dia, mesmo das ocupações e recreações temporais que são permitidas nos outros dias; empregando todo o tempo em exercícios públicos e particulares de adoração a Deus, Exceto o tempo preciso para as obras de pura necessidade e misericórdia.
    Ref. Lv 23.3; Is 58.13-14; Mt 12.11-12; Mc 2.27-28.

    PERGUNTA 61. Que proíbe o quarto mandamento?
    R. O quarto mandamento proíbe a omissão ou a negligência no cumprimento dos deveres exigidos, e a profanação deste dia por meio de ociosidade ou por fazer aquilo que é em si mesmo pecaminoso, ou por desnecessários pensamentos, palavras, ou obras acerca de nossos negócios e recreações temporais.
    Ref. Jr 17.21; Lc 23.56.

    Conclusão que se chega: O mandamento do sábado é imperativo aos cristãos. Não questiono aqui o “dia em si” quer seja “sábado” ou “domingo”, mas o fato de muitos teólogos cristãos ensinarem que os Dez Mandamentos estão abolidos, ou que só são supostamente repetidos no NT nove dos dez e o “sábado” deixado fora da obrigação cristã. Esse é um assunto que me desperta curiosidade e cuidado ao lidar com a revelação divina e que vejo ser muito mal interpretado ou desprezado. Só um lembrete: não sou adventista ou judeu.

  • Reinaldo molini
    Responder

    Um entendimento errado das escrituras sobre o que Paulo disse
    :Mas o que Paulo está dizendo aqui é que ninguém é salvo por meio do cumprimento da lei, pois nenhum homem pode cumpri-la.
    essa interpretação não procede ,como que Deus iria fazer uma lei para o homem ,sendo que era impossivel dele cumprir,a lei era sim possivel cumpli-la todos os profetas apostololos, cumpriram e a vida eterna estava na lei.exemplo:lucas cap.18 v.18-19-20.
    Resposta para camila:
    1 Dizem que Cristo, já cumpriu a lei por nos.
    2-Dizem que Cristo cumpriu porque ao homem era impossível, ele conseguiu porque tinha duas naturezas a humana e a divina.
    2-Dizem que a lei foi dada só para Israel (judeus)s ensinar serão chamados grandes no reino dos céus.
    Mateus 5:17-19
    SR Jesus disse para não Pensar: é o que a maioria pensa.
    Tudo isso são coisas que o SR Jesus mandou nos não pensar, e tudo isso é ensinado na igrejas que na maioria são pentecostais.
    Mas o SR Jesus disse : E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertara João :8:32.
    Sr Jesus veio mesmo para cumprir, mas isso não quer dizer que ele cumpriu por nos e nos não precisamos mais cumprir.Dizendo que era impossível ao homem cumprir toda a lei, somente Cristo foi capaz disto.
    Esse veio cumprir: significa que ele veio fazer tudo o que os profetas profetizaram.
    Em varias partes ele diz que fez tudo que ouviu junto da pai.foi obediente ate a morte,
    Exemplo eu profetizo que tal dia assim e assim tal irmã vai te um filho e não acontece ,todos dizem que foi falsa profecia,da mesma maneira Sr Jesus tinha que vim para cumprir as escrituras que falaram sobre ele. Isso não é tão difícil de entende
    Dizem que guarda sábado era so para os judeus.
    -SR Jesus é da descendência de Israel,era judeu,em romanos Paulo fala sobre a adoção.o batismo é a circuncisão do espírito, a adoção . Seremos filhos por Jesus ,nosso Senhor.
    ,Pois bem quando um estrangeiro queria fazer parte da nação Israelita ele tinha que ser circuncidado,somente assim seria Israelita, após a circuncisão ele era obrigado a guardar toda a lei, a lei civil e a lei cerimonial.
    Nos éramos chamados de gentios, porque não éramos descendente de Abraão, pela carne, ,somente com a vinda do SR Jesus Cristo fomos chamados de filho,filhos estes adotados por Cristo.
    ,
    Por isso temos as mesmas obrigações que os israelita sobre a guarda dos mandamentos .quer fazer parte do povo de Deusl e não quer obedecer a sua lei, e isso eu não estou falando de circuncisão,páscoa festa das cabanas,pentecostes e muitas outras coisas que é a lei civil de Israel obriga seu povo a cumprir,eu estou falando de adoração a Deus.
    ,Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas; Romanos 9:4
    Como também diz em Oséias:Chamarei meu povo ao que não era meu povo;E amada à que não era amada. Romanos 9:25
    Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.Jeremias 31;33.
    SR Jesus veio por causa da transgressão de Israel, e nos alcançamos a graça,pela misericórdia de Deus, em outro lugar diz que fomos enxertados,na videira.
    Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. Isaías 53:8
    Abraão guardou a lei, mesmo antes que Deus a escrevesse em pedras com seu próprio dedo: 5
    Porquanto Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos, e as minhas leis.Genesis 26:5.
    A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos símplices. Salmos 19:7
    Os preceitos do Senhor são retos e alegram o coração; o mandamento do Senhor é puro, e ilumina os olhos.Salmos 19:8
    Dizem que Sr Jesus deixou somente 2 mandamentos.
    -Se observar-mos os 4 primeiros mandamentos, eles falam da nossa relação com Deus,aquilo que ele quer de nos ,isso vai mostrar para ele quem somos de que lado estamos, porque quando ele diz ;EU SOU O SENHOR TEU DEUS NÃO TERAS OUTROS deuses DIANTE DE MIM .ELE ESTA PEDINDO FIDELIDADE A ELE SOMENTE.
    NÃO FALAR O NOME DE DEUS EM VÃO ELE ESTA DIZENDO QUE ELE NÃO É BRINCADEIRA A COISA É SERIA.
    ,QUANDO ELE DIZ : LEMBRA TE DO DIA DE SABADO PARA O SANTIFICAR É PORQUE ELE SABIA QUE O POVO IA ESQUECER.
    O SABADO É O ÚNICO SINAL QUE MOSTRA QUEM ESTA REALMENTE DO LADO de DEUS OU DO LADO DO DIABO .
    O AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS É ISSO UM RESUMO DOS 4 PRIMEIROS;
    OS OUTROS 6 MANDAMENTO DIZ RESPEITO A NOSSA RELAÇÃO COM O PROXIMO;NÃO MATAR ,NÃO ROUBAR, NÃO ADULTERAR ETC;É UM RESUMO AMAR O SEU PROXIMO COMO A TI MESMO.ESSA É A LEI DA LIBERDADE O QUE VOCE NÃO QUER PARA SI NÃO DEVE DESEJAR PARA OS OUTROS.
    DIZEM QUE NÃO GUARDAM A LEI PORQUE EM TIAGO ESTA ESCRITO QUE SE TROPESSARMOS EM UM SO PONTO SOMOS CULPADOS DE TODOS.NÃO É ISSO QUE TIAGO TA DIZENDO ALI ELE FAZ MENCÃO DE DUAS LEI. A LEI REAL E A LEI DA LIBERDADE.
    ENTENDE –SE QUE ELE DIZ QUE DEVEMOS GUARDAR TODOS OS MANDAMENTOS ;DA LEI REAL,NÃO ,MATAR, NÃO ROUBAR,NÃO ADULTERAR, SE GUARDAR 9 DEIXAR UM PARA TRAS, SERA CULPADO DE TODOS .
    PORQUE MATAR ,ROUBAR ADULTERAR A MAIORIA QUE CONHECE A PALAVRA DE DEUS NÃO FAZ MESMO ,MAS DEIXAR O DIA DE ADORAÇÃO E PISAR NO DIA DO SENHOR TODOS FAZIAM E MESMO ASSIM AINDA SE DIZIAM POVO DE DEUS.
    E TEM MAIS TIAGO ESTA FALANDO DOS MANDAMENTOS DA LEI COM RELAÇÃO AO PROXIMO A LEI REAL.SOBRE EXEPÇÃO DE PESSOAS.
    8 Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis.TIAGO 2: 8.
    DIZEM QUE Sr Jesus veio nos libertar do fardo pesado da lei.porque ele disse:vinde a mim todos os que estão cansados e oprimidos e eu vos aliviarei porque o meu fardo é leve e o meu jugo é suave; Aqui ele esta dizendo que o mundo o pecado, o diabo coloca um fardo pesado, mas ele iria libertar o povo do pecado que eles seriam realmente livres,em outra porte diz que aquele que obedece o pecado é servo do pecado.quem é o pai do pecado é o diabo.
    Ele quer nos libertar do jugo do pecado.
    Sobre a guarda do 4º mandamento dizem que o sábado era so para os judeus,isso é um absurdo porque quando Deus terminou sua obra ele determinou dia santo o 7º dia o ultimo dia da semana e não o 1º.E quando ele determinou dia santo ainda nõ existia judeu;e porque que ele disse para o povo Israel guarda-lo,porque o povo de Israel são o povo de Deus,esse era o diferencial do povo de Deus e os outros povos,porque as outras nações não guardava o setimo dia eles guardavam o primeiro dia da semana e adoravam o sol,que inclusive domingo significa dia do sol, e faziam muitas outras coisas que era abominação para Deus.
    Existe uma diferença ,um sinal de Deus no seu povo .veja ;
    Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que eu sou o Senhor, que vos santifica.
    Êxodo 31:13
    E também lhes dei os meus sábados, para que servissem de sinal entre mim e eles; para que soubessem que eu sou o Senhor que os santifica.
    Ezequiel 20:12
    E santificai os meus sábados, e servirão de sinal entre mim e vós, para que saibais que eu sou o Senhor vosso Deus.
    Ezequiel 20:20.
    DEUS FALA DO SABADO NA NOVA TERRA.
    Porque, como os novos céus, e a nova terra, que hei de fazer, estarão diante da minha face, diz o Senhor, assim também há de estar a vossa posteridade e o vosso nome.
    E será que desde uma lua nova até à outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor.
    Isaías 66:22,23
    Deus esta dizendo que da mesmo forma que vai haver novo céu e nova terra ,também o povo dele vai estar, e o nome do povo.
    Deus esta dizendo que o sábado é o sinal do povo dele .
    Deus esta dizendo que o sábado é o sinal que eles pertencem a ele, que é propriedade particular dele.
    E dizia-lhes: O Filho do homem é Senhor até do sábado.
    Lucas 6:5
    E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento. Lucas 23:56
    No fim do mundo o diabo o dragão vai fazer guerra aos que guardam os MANDAMENTOS.
    E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.Apocalipse 12:17.
    Sabe porque aqui fala do remanescente ? veja :Romanos .9:27. 27 Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.
    Os restantes se converterão ao Deus forte, sim, os restantes de Jacó.
    Porque ainda que o teu povo, ó Israel, seja como a areia do mar, só um remanescente dele se converterá; uma destruição está determinada, transbordando em justiça.
    Porque determinada já a destruição, o Senhor DEUS dos Exércitos a executará no meio de toda esta terra.
    Isaías 10:21-23
    Remanescente é um resto, é pouco. Remanescente é o povo que guarda os mandamentos e tem o testemunho do Sr Jesus como diz acima, apocalipse 12:17.
    Dizem que basta ter fé: Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta? Tiago 2:20
    Dizem que a lei estava enferma e que era impotente para salvar; e o Sr Jesus veio por conta disto.
    Dizem que se a lei salvasse Sr Jesus não precisava ter vindo.:DISSE O SR JESUS .:QUERES ENTRARES PARA A VIDA ?GUARDA OS MANDAMENTOS. Mateus 19:17
    Primeiro Sr Jesus veio para cumprimento da lei porque ele é o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
    O dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. João 1:29
    Que com grande voz diziam: Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra e glória, e ações de graças. Apocalipse 5:12
    E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Apocalipse 13:8.
    Quando Deus disse a Adão;De todas as arvores que tem no jardim comeras , mas da arvore que esta no meio do jardim, dessa não comeras porque o dia que você comer certamente morrera
    ;Morreu? Não .Porque?
    Porque o cordeiro que já representava Cristo morreu no lugar dele.e assim sucessivamente todos os holocausto que era feito apontava para cristo, que um dia ele iria vir por isso todos os profetas falavam a mesma coisa .mas não que a lei.fosse impotente porque se fosse assim todos que morreram antes de Jesus não teriam salvação e veja um exemplo do Sr Jesus sobre salvação ;
    E perguntou-lhe um certo príncipe, dizendo: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?
    Jesus lhe disse: Por que me chamas bom? Ninguém há bom, senão um, que é Deus.
    Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe.
    Lucas 18:18-20
    Te pergunto o que as igrejas pregam hoje ? não é vida eterna?na lei já havia vida eterna ;eis ai o exemplo.
    E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
    E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?
    E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
    E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás.
    Lucas 10:25-28
    Não estamos na lei mas na graça .essa graça nos justifica do pecado.a lei mostra para nos o pecado,a graça coloca a lei em nossos corações assim somos liberto do poder do pecado.porque temos a Lei de Deus em nos.
    Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo. João 1:17
    O QUE É LEI ?
    Regra, prescrição escrita que emana da autoridade soberana de uma dada sociedade e impõe a todos os indivíduos a obrigação de submeter-se a ela sob pena de sanções.

    O QUE É GRAÇA?

    Dom que Deus concede aos homens e que os torna capazes Da obediência a lei de Deus para alcançar a salvação.,MESMO QUE A LEI OS CONDENA ,A GRAÇA OS ABSORVE.

    O QUE É A VERDADE ?

    ALGO QUE DEIXA DE SER UMA SOMBRA E SE TORNA REALIDADE.
    Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam. Hebreus 10:1
    OBS:OS SACRIFICIOS ERAM SIMBOLICOS,APONTANTANDO PARA CRISTO,QUE UM DIA IRIA VIR PARA CUMPRIR AS PROFECIAS.
    A tua palavra é a verdade desde o princípio, e cada um dos teus juízos dura para sempre. Salmos 119:160
    Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

    • Amanda achic

      Amén muito Bem explicado que Deus o abençoe também a seus seres queridos. Si o sr não é ainda pastor deveria ser e si já é que Deus o abençoe…

  • REINALDO MOLINI
    Responder

    Resposta para Palominio: Daniel cap:7 verso 25 diz que um dia alguem que era contra Deus iria brasfemar contra seu nome,e mudar as leis e os tempos ,isso ja cumpriu Sr Jesus em mateus 5 v 17 é a prova que ele não veio mudar ,nem abolir nenhum mandamento.
    E não existe nenhuma base biblica que o sabado foi mudado para domingo.

    • Amanda achic

      Amém assim é que Deus o abençoe também a sua família.

  • Vbuenos
    Responder

    A questão da guarda do sábado ainda é fácil de refutar. Agora quero ver o legalistas justificarem as visões da “profetiza” que são:
    -Jesus e o arcanjo Miguel são a mesma pessoa.
    -Juizo investigativo(baseado em uma visão fora biblia)
    -Enoque passeando pelo espaço.
    -Anjos subindo e descendo com um cartão de ouro para ter acesso ao céu
    -Profetiza sabia o que Jesus não sabia. A data, hora da volta de Jesus
    -Por que não guardam o sábado como a biblia ensina
    -Por que não guardam toda a LEI (613 contidas nos cinco primeiros livros do antigo testamento.)
    -sempre que diz lei no antigo testamento, porque eles interpretam sempre que se refere aos 10 mandamentos e como chegaram a esta conclusão.
    – Porque não conseguem provar que Jesus mandou guardar o sabado no novo testamento.?
    -Por que negam que Jesus trabalhou no sábado.?
    Espero que se unam e respondam com base na biblia de preferencia. Até por que achismo não vale.

    • Reinaldo molini

      refutar
      verbo
      1.
      transitivo direto
      afirmar o contrário de; desmentir, negar.

      2.
      transitivo direto
      não aceitar, não dar aprovação; rejeitar.
      “refutou a proposta indecorosa”
      esta tudo ai escrito se quer dar ouvido se da se não quer problema seu com Deus,minha parte estou fazendo ,O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável. Provérbios 28:9
      tudo que vc disser sera usado contra vc mesmo para sua condenação.
      voce fala contra o SR jesus dizendo que ele quebrou o 4º mandamento esta fora de si.O Sr Jesus quebrantou o sábado dos judeus que perdeu seu principal sentido adoração faz adoração no domingo dia da besta .domingo da família, vocês são as filhas da catolica.seguem a mesma doutrina.
      Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. Romanos 6:17
      seguem tradição:E dizia-lhes: Bem invalidais o mandamento de Deus para guardardes a vossa tradição. Marcos 7:9
      se o Sr Jesus tivesse ensinado a não guardar mais ou ele mesmo não tivesse guardado iria acontecer isso ;;;;E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento. Lucas 23:56
      joão escreveria isso :::::Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes. 1 João 2:7.qual é o mandamento antigo ?
      converter
      verbo
      1.
      bitransitivo e pronominal
      transformar ou transformar-se (alguém, algo, um estado, uma forma, um objetivo, uma função etc.) em.
      “o fogo converte a lenha em cinzas”
      2.
      transitivo direto e pronominal
      fazer mudar ou mudar de crença religiosa (ou de opinião, costumes etc.).
      “os missionários tentam c. os índios”
      ainda esta em tempo é só você ler a bíblia esta tudo la .
      E converter seu coração para Deus. esquece Ellen White.

  • REINALDO MOLINI
    Responder

    Vbuenos – Porque não conseguem provar que Jesus mandou guardar o sábado no novo testamento.?
    mateus cap. 5 verso 17 ai esta sua resposta Sr Vbuenos .Sr jesus mandou você não pensar o que você esta pensando sobre ele ele não aboliu , ele cumpriu as profecias sobre ele ;
    nenhum mandamento esta abolido o que foi abolido são as cerimonias da lei,os sacrifícios,os 10 mandamento nunca sera abolido ate na eternidade se fala em sábado. E será que desde uma lua nova até à outra, e desde um sábado até ao outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor. Isaías 66:23. Vai ler a palavra de Deus e ter conhecimento da verdade .

    • junio

      então a festa de lua nova também faz parte da lei? isaías 66.23

  • Diego da Cruz
    Responder

    Quando Paulo diz não anulo a graça de Deus,pois se a justiça provém da lei, oque ele quis dizer realmente

  • Odair
    Responder

    A lei era apenas sombra que apontava para algo que viria ou seja o Cristo ,o termo cumprir que assim foi interpretado quer dizer tornar pleno não é mais sombra e sim real a lei deu lugar a graça e não existe mais…

    • Amanda achic

      Porque existe lei em países en estados e Deus tinha lei e já não tem? si a lei foi dada por causa das transgressões então estamos livres e podemos fazer qualquer coisa porque nenhuma não existe lei? Isso é o que satanás quer que pensamos que já não há lei isso se chama anarquia e é profunda de satanás Não é porque Deus nos salvo porque Cristo pagou na cruz o que nos devíamos que Deus anulou su lei perfeita si a lei boa demostra o carácter de Cristo… Vamos refletir um pouquinho.
      Falai de tal maneira e de tal maneira procedei, como havendo de ser julgados pela lei da liberdade.
      Tiago:2:12
      qual lei si o fim da lei e Cristo estou segura que esse ensinamento que já não existe lei contradiz o que está escrito.
      E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
      Apocalipse:20:12
      Qual obra não será da lei? Mas qual lei? A lei que sim existe e está vigente porque por ela vamos ser julgados.
      Pois não são justos diante de Deus os que só ouvem a lei; mas serão justificados os que praticam a lei
      Romanos:2:13
      A lei continua. sendo a ley de Moisés sombra de Cristo que havia de vim.e a lei de Deus lei universal a lei que foi por dada causa do pecado para conhecermos o pecado.

      porquanto pelas obras da lei nenhum homem será justificado diante dele; pois o que vem pela lei é o pleno conhecimento do pecado.
      Romanos:3:20

  • flavio
    Responder

    Por que os cretes trabalhão aos sabados já que o mandamento biblico é não trabalar aos sabados ??

  • Vitória
    Responder

    EXISTEM 2 LEIS, AS DA ANTIGA ALIANÇA E A LEI REAL OU DA GRAÇA, NA NOVA ALIANÇA:
    Pelas obras da Lei ninguém será justificado diante Dele, mas sem as obras da Graça ninguém será justificado também.
    A LEI REAL da Nova Aliança: “Se vocês DE FATO obedecerem à LEI REAL encontrada na Escritura que diz: “AME O SEU PRÓXIMO COMO A SI MESMO”, estarão AGINDO CORRETAMENTE.
    Mas se tratarem os outros com favoritismo, estarão cometendo PECADO e serão CONDENADOS pela Lei como TRANSGRESSORES.” Tiago 2:8,9
    Quem vai morar no Reino de Deus: “Aquele que é íntegro em sua conduta e PRATICA o que é JUSTO.” Pois não será salvo nenhum injusto, e não é justo quem ouve ou fala de justiça, mas somente quem PRATICA a justiça com o próximo. Veja no Novo Testamento em Romanos 2:13: “Pois não são JUSTOS diante de Deus os que só OUVEM a lei; mas SERÃO JUSTIFICADOS os que PRATICAM a lei.” e também em 1 João 3:7 “Filhinhos, ninguém (os doutores da Lei atuais) vos ILUDA: quem PRATICA a JUSTIÇA É JUSTO, assim como Ele é justo.”

  • Alex
    Responder

    Billy Graham, considerado o maior evangelista da atualidade e fundamentalista, assim se expressou sobre a Lei de DEUS. Reproduzimos a pergunta específica de um repórter e consequente resposta textual, como estão na coluna de um jornal londrino (reproduzidas em Signs of the times de 23/08/1955, pág. 4).

    ” Pergunta: Mr. Graham, alguns homens religiosos que conheco, dizem que os Dez Mandamentos são parte da lei e não se aplica a nós hoje. Dizem que nós, como cristãos, estarmos ‘livres da lei’. Está certo?

    “Resposta: Não, não está certo, e espero que você não seja desencaminhado por estas opiniões; é de suma importância compreender o que quer dizer o Novo Testamento quando afirma que estamos ‘livres da lei’. Como é evidente, a palavra ‘lei’ é usada pelos escritores do Novo Testamento em dois sentidos. Algumas vezes ela se refere à Lei Cerimonial – do Velho Testamento, que se relaciona com matéria ritualística e regulamentos concernentes a manjares, bebidas e coisas deste gênero. Desta lei, os cristãos estão livres na verdade. Mas o Novo Testamento também fala da Lei Moral, a qual é de caráter permanente e imutável e está sumariada nos Dez Mandamentos” – A. B. Christianini, Subtilezas do Erro, págs. 63 – 64. Grifos do autor: Lourenço Gonzalez.

  • adegil
    Responder

    quando a falamos que Cristo cumpriu a lei,acreditamos que: Ele nunca pecou, e por isso somos salvos, Cristo nunca foi maldizente, você é, logo esqueça você não cumpre a lei(moral), você deseja a sua vizinha (mesmo contra a sua vontade), ninguém sabe disso, não é? Deus sabe, você não cumpre a lei. Você mente, você quebrou a lei, e é digno do inferno (sim ele existe), já desonrou o seu pai e/ou mãe? desculpe-me mas, você já quebrou a lei de um Deus que é santo e não tolera o pecado. ficamos a discutir sobre o quarto mandamento, e chego a mesma conclusão daquele publicano que nem ousava olhar para cima e reconhecia sua indignidade. Este sim foi justificado diante de Deus, chego a conclusão que mesmo que eu quisesse não conseguiria cumprir cabalmente a vontade de DEus, e então me glorio em Cristo que pagou todos os meus pecados na cruz, e espero Nele que é digno de honra louvor e adoração, porque se depender de mim, pobre coitado já estaria condenado.

  • junio
    Responder

    maria madalena, ficou ambíguo sua colocação de lucas 16.16.
    há possibilidade elucidar?

  • Manoel Antonio
    Responder

    Li algumas partes dos comentários. Temos sérios problemas de interpretação. Não irei fazer menção de nenhuma delas, mas permita-me dizer que o meu Senhor é Jesus Cristo. Entendo que Ele fez tudo o que fez para nos dar gratuitamente a salvação. Sendo assim limito-me a adora-lo em espirito e em verdade. Eu quero Jesus e sei que Ele me ama cheio de defeitos falhas pecados, procuro viver de acordo com seus ensinamentos segundo os evangelhos e acredito que sou lavado e santificado através de Seu sangue vertido na cruz do calvário. Que Deus abençoe a todos!!!

  • antonio
    Responder

    amei ese estudo, que maravilha!

  • Sandra Andrade
    Responder

    Amei esse estudo e a conclussão que cheguei é que
    Somos salvos por Cristo Jesus e não por méritos nossos.
    Quem consegue cumprir toda lei moral esse homem é perfeito e não precisa de Jesus pra ser salvo.
    Perfeito só um que é Cristo Jesus.

  • LAIR FERREIRA DA SILVA
    Responder

    eu pertenci um movimento pentecostais 42 anos mais o meu DEUS teve a misericórdia DI mim que mandou alguém para mim ajudar então passei a conhecer a palavra conforme e preciso SO que aqui em minha cidade de Ipatinga minas gerais eu não ninguém que aceita estas verdades eu estou lutando sê-se alguém pode mim ajudar

  • jair nascimento
    Responder

    ola meu povo estive lendo os escritos as perguntas e respostas e tirei a seguinte conclusão: quando PILATOS pergunta a Jesus oque é a verdade? livro de Jo eu logo entendi que ele fez uma pergunta na sua mais sincera simplicidade , pois ele era romano não estava a par dos escritos dos apóstolos principalmente de joão ;mas hoje todos nos temos a capacidade de pegar uma bíblia e ler estudar examinar e buscar entender o que cada ponto , virgula,til,pensamento do escritor, está dizendo mesmo porque a BÍBLIA NÃO DEIXA DUVIDA DE NADA ELA RESPONDE POR SI MESMA. O que falta para o povo de DEUS é se converter examinar os seus maus caminhos e seguir as escrituras du jeito que deus mandou.como diz Paulo deixar de ser Meninos e se tonarem Adultos. em tese o sábado não apareceu nos dez mandamentos ele foi incluído porque Deus e não moisés achou bom e o santificou para o descanso e adoração a ELE. se não com cordão vão reclamar com ELE.